Páginas

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Consumo de álcool entre os adolescentes



O consumo do álcool atinge cada vez mais a população mundial e é um dos maiores responsáveis pelas mortes em todos os países. O alcoolismo nunca foi um problema exclusivo dos adultos, desde cedo jovens e adolescentes são motivados indiretamente a fazer uso de bebida alcoólica no ambiente familiar, devido a exposição freqüente deste produto cerca de 78%, dos jovens brasileiros bebem regularmente e 19% deles já são dependentes do álcool.
O contato com o álcool pelos jovens começa cada vez mais cedo, hoje em dia jovens de 12 anos ou até menos já consomem ou já consumiram algum tipo de bebida alcoólica. Estudos apontam que uma grande parcela desses adolescentes morre devido à utilização excessiva do álcool, cerca de 2,5 milhões de pessoas, vão a óbitos motivados por acidentes de trânsitos, agressões físicas e outras formas de violência. Tudo isso porque a bebida alcoólica é aceito e até estimulado pela sociedade. Geralmente as famílias aceitam com mais facilidades que os seus filhos façam uso do álcool do que das drogas ilícitas (maconha, cocaína e etc.). A falta de dialogo entre pais e filhos, o comportamento de pais que consomem álcool e a exposição de bebidas nos ambientes familiares são os elementos motivadores para o grande índice de alcoolismo nos países e a iniciação dos jovens e adolescentes ao uso de bebidas alcoólicas.
A mídia também tem uma participação ativa no processo de motivação dos jovens iniciarem ao uso de bebida alcoólica. Propagandas de álcool principalmente as de cerveja, sempre traz festas agitadas, pessoas jovens e bonitas se divertindo. Vende-se uma imagem de que apenas com a soma desses elementos será possível a garantia de diversão em uma festa. Alguns ídolos e ícones para a sociedade fazem parte dessas divulgações e incentivam ainda mais o consumo do álcool.
O sistema de saúde através dos meios de comunicação vem advertindo sobre os prejuízos causados pelo uso freqüentes de álcool pelos jovens e adultos. O álcool causa problemas como a dependência alcoólica, cirrose, câncer, problemas cardíacos e etc. As autoridades públicas em parceria com o sistema de saúde têm um papel importante para conter o uso das bebidas alcoólicas. O poder público desenvolve a função legislativa elaborando leis que proíbem a venda de álcool para menores, a condução de veículo embriagado e até censura nas propagandas do álcool e tabaco, porem as indústrias do álcool e da propaganda desempenha um papel irresponsável no Brasil, pois ao associar as bebidas alcoólicas exclusivamente a momentos gloriosos, à sexualidade e a ser brasileiro, cria um clima de consumismo exacerbado do álcool. Providências devem ser tomadas para lidar com esses problemas de saúde publica na sociedade atual.

Agnaldo Sousa Silva Junior